Quanto custa para consertar bugs depois do lançamento do software? | Crowdtest

Quanto custa para consertar bugs depois do lançamento do software?

nov 3

Desenvolver softwares é uma tarefa bastante árdua. Existem várias fases de testes em que o código é executado, levado ao extremo de sua capacidade, submetido a inúmeras situações diferentes para que a taxa de erros seja a menor possível (veja aqui as principais fases de teste). É importante que esses testes sejam executados porque consertar bugs depois que o programa já foi lançado e disponilizado para o público é exponencialmente mais caro.

OK, mas quão mais caro exatamente?

O preço de consertar um bug depois de seu lançamento não está só no bolso, e olha que o rombo é grande. A dor de cabeça que a equipe de desenvolvimento terá com a solução é tremenda, e em casos extremos chega a valer mais a pena começar tudo do zero.

No começo da produção, o conserto tem um preço insignificante. Já na fase do design, o preço de consertar um bug é 5 vezes maior que o inicial, 10 vezes maior na fase de escrever o código, e assim vai, até que o custo chega a ser 150 vezes maior do que seria, se tivesse sido prevenido durante sua produção.

Como proceder para evitar tantos gastos?

Ficou bem claro que deixar um bug passar para as fases finais de desenvolvimento pesa no bolso. Para evitar maiores gastos, a realização de inúmeros testes, em diferentes ferramentas, já se tornou imprescindível nas desenvolvedoras. Ao contrário do que muita gente pensa, os testes não são realizados apenas quando o programa já está quase pronto e rodando, eles devem ser realizados durante todo o processo, por isso os testes ocupam cerca de 40% do tempo de desenvolvimento de um software.

A implementação de testes automáticos agiliza muito esse processo, pois os testes são divididos em várias fases inviáveis de serem realizadas manualmente. A documentção do software também é muito importante para que os testes possam ser feitos de maneira efetiva.

O problema em consertar bugs

Se por algum motivo os testes não foram executados corretamente e deixaram passar bugs, o esforço para consertá-los será enorme, uma grande quantidade de dinheiro será gasta para que tudo seja corrigido, e no final das contas, pouco sucesso será realmente alcançado. Durante o processo de conserto, o programa sofrerá quedas de desempenho, causando insatisfação dos usuários e principalmente do cliente. Consertar bugs depois do lançamento do programa é como tentar consertar um carro enquanto ele está sendo dirigido.

Quando se tem esse tipo de problema, devido principalmente à quantidade de dinheiro envolvida no conserto, a mão de obra necessária para resolver tudo, e ainda assim obter quase nenhum sucesso, vale a pena considerar a ideia de conversar com o cliente e persuadí-lo a começar tudo do zero, ou até investir todo esse tempo e dinheiro em outro projeto.

E então, agora que você está certo de que é muito mais interessante evitar bugs do que consertá-los, conheça a Crowdtest — uma empresa especializada no assunto e oferece a garantia de que você terá um software de qualidade, proporcionando mais lucro, sucesso, menos problemas e nenhum bug!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...